Share



O que muito hoje a humanidade necessita? Refletir...
Precisa buscar ajuda... Permitir-se intuir...
Encontrar caminhos para si e fazer-se companhia
Apoiar-se em Deus, dar créditos aos seus
Reencontrar-se com a VIDA e a POESIA.

É um convite a pensar, conversar
Meditar com palavras explícitas
Implícitas experiências do Coração
Dar mais um espaço à EMOÇÃO!
"...a POESIA é para comer, senhores..."


3/12/2015

Rumo a tocar o infinito...


"A força não provém da capacidade física 
e sim de uma vontade indomável".
__Mahatma Gandhi

              Se alguém, porventura, duvida destas palavras, leve-as para o seu dia a dia, ou para um momento de suas vidas... Aquele momento que alcançamos o que muitos disseram que não conseguiríamos; aquela questão em que havia em nós uma vontade de superar uma situação específica, mesmo não parecendo haver solução, e então houve a superação... 

           Embora muitas coisas em nossas vidas não dependam de nós exclusivamente, existe algo, no que concerne a nós mesmos, que sempre dependerá: o fazer que está em nossas mãos, ou melhor, a vontade de querer fazer. Pois, o querer é o início do fazer... O querer é abrir-se para encontrar o que precisamos viver, realizar, utilizando diversos ajudadores que já estão conosco: a imaginação, a criatividade, o senso de observação, os dons, os talentos, a percepção... E que nos mostram que muito podemos quando sonhamos e/ou queremos... Sendo também o contrário possível: a partir de nossa inércia, diante do que está em nosso viver, o nada é o que efetivamente flui...
           Que possamos enxergar nossos quereres, os moveres de nossa essência, para alcançarmos mais do que somos ou estamos. Que possamos, também, abandonar o esperar do que precisa iniciar ou ser concluído por nós, pois muitos estão "na inércia devido isso, devido aquilo", quando a primeira verdade é que quem está permitindo isso... é você mesmo! Ou, até mesmo, sua vontade indomável é que está adormecida... Pois nunca houve ou haverá barreiras intransponíveis para aqueles que estão revestidos do seu poder interior de fazer, refazer, transformar e de prosseguir até alcançar... Sendo certo que nunca é tarde para fazer, refazer o que for; assim também sobre o que plantamos, colhemos... Sem esquecermos que se não plantarmos, o não-colher é o que teremos... 

"Avancemos, pois... 
rumo a tocar as estrelas e o infinito.
Andemos de mãos dadas pelas ruas
iluminadas da fabulosa lua...
Bailemos ao som dos sinos invisíveis
que nos adornam e habitam em nós. 
Sejamos as mudanças que notamos possíveis,
necessárias nos outros... Deixemos o nada.
Sejamos desbravadores do que escondemos 
em nosso interior; nossos sóis descortinemos. 
Vivamos o que temos a viver,
Conheçamos o que temos a conhecer.
Digamos à nossa íntima estrada: 
Eu vou... Avançar, andar, bailar, conquistar, 
continuar... Sei quem sou!"
(Valéria Milanês)


Fonte imagem: Google Imagens

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...