Share



O que muito hoje a humanidade necessita? Refletir...
Precisa buscar ajuda... Permitir-se intuir...
Encontrar caminhos para si e fazer-se companhia
Apoiar-se em Deus, dar créditos aos seus
Reencontrar-se com a VIDA e a POESIA.

É um convite a pensar, conversar
Meditar com palavras explícitas
Implícitas experiências do Coração
Dar mais um espaço à EMOÇÃO!
"...a POESIA é para comer, senhores..."


2/18/2017

O cansaço e o poeta...



"Cansaço... De onde vem?
Palavra que rima como o mundo
pensa que somos: de aço.
E por que, meu Cristo e Mestre, 
vem o cansaço profundo,
se somos à luz da conjectura mental, terrena, 
dos homens, de material frio, banhado em rio?

Cansaço intenso, concreto e monumental 
- mesmo sendo partícula do universo imortal -
De não ver o fluir da vida com justiça e verdade;
O amor ser no mover de alguns, 
e, de muitos, metade...
De dizer, milhares de vezes,  o óbvio:
Quando o amor está, o amor é...!

Mesmo sem razões, benefícios, explicações.
Mesmo com ausências, medos, preconceitos.
Já que não existem definitivos conceitos
Para amar ou ser amado por alguém;
O amor que nos leva mais além...
A razão para amar... é o Amor!

É o amor que está! Se ele realmente estiver acordado.
E Nada o fará mudar...
 Mesmo que o queiram formatar.
Ele é quem transforma os corações...
 Dando-nos visões.
Gerando atitudes e vibrações benignas ao ser amado.
Ele quem desencrava o verdadeiro eu.

Muitos além de não viverem a plenitude do amor, 
por trocentas situações, dormências, convenções, 
- e contentam-se, percebendo ou não, com o derramar e
atos de amar de outros, como fossem seus -
Não permitem-se amar quem dizem que amam
Buscam saídas de experiência ou irreal rebeldia para jogá-lo fora
Tentam fazer do amor brinquedo de alguma hora.

E -vi- vemos de tudo no grande globo, 
planeta em guerra:
Jogadores de disputas desleais, de jogadas feitas para perder;
Interpretações sofríveis que só nos encaminham ao sofrer;
Os que querem ser notados,  onde o ego grita: enxerga-me!
O mesmo ego cego... 
Que não nota o ser amado.

Aqueles que se mostram desamparados,
Onde a carência grita: erga-me!
A mesma carência que não ampara quem está acamado...
Situações e informações esvaindo, despercebidas.
São tantas possibilidades acontecendo... 
Mas nem vistas.

Ver para quê? Importante que sejamos vistos...
Sejam visíveis nossos sonhos, desejos, conquistas;
Sejam respeitados nossos motivos, histórias, sumiços...
Tudo com muito amor, ternura e compreensão
Mesmo que sejamos veículos de desatenção,
Não queremos saber onde somos omissos. 

Ah.... O poeta, diferente da poesia - que está em um plano
metafísico, de pura energia, transcendental -
Tem peso estratosférico de....cansaço. E o que advém?
Diz a poesia,  os pássaros se calam,
As flores murcham, 
Desbotam as cores...
Quando o poeta cansa! 

O que mais lhe dói, 
para muito além das físicas dores,
É o machucar daquela que nunca morre...
 e não descansa... Machucar da pureza e
 da grandeza da esperança.
Poeta e Esperança, sempre de mãos dadas!
Sentindo, buscando, fluindo para desbravar o nada. 

Que não se revelam... Mas veem e velam.
Muitas vezes, creem no incrível,  
Passeiam na magia do infinito e do impossível,
Tocam nas dormidas emoções insensíveis.
Quase sempre, muito menos do que sombras,
Com o correr do corrido, 
são invisíveis..."
(Valéria Milanês)
Poesia com Reflexão
____________________________________________


*** NOTA_Reflexão_ BLOG:    

               No link abaixo fatores que exemplificam um dia a dia cansativo, elencados, em texto publicado no site Razões Para Acreditar .
        ...e os fatos retidos, repetidos, cansam; as justificativas cansam, o constante autocentramento cansa, a falta de empatia cansa, as distrações cansam.... Razões puramente mentais cansam; "maquininhas de inventar justificativas para comportamentos", cansam... Tanto nesse mundo cansa... Cansa o corpo, cansa alma, cansa coração... Sem libertação só há prisão. 
          Se materializados estamos (aqui chegamos), tal qual as palavras, atos fazem muita diferença em nosso viver:  atos bons, atos verdadeiros, atos ruins,  atos enganosos, atos inexatos...  

        "de um modo ou de outro, julgamos as outras pessoas por suas ações, 
mas queremos ser julgados por nossas intenções..."


Fonte imagem: Google imagens

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...