Share



O que muito hoje a humanidade necessita? Refletir...
Precisa buscar ajuda... Permitir-se intuir...
Encontrar caminhos para si e fazer-se companhia
Apoiar-se em Deus, dar créditos aos seus
Reencontrar-se com a VIDA e a POESIA.

É um convite a pensar, conversar
Meditar com palavras explícitas
Implícitas experiências do Coração
Dar mais um espaço à EMOÇÃO!
"...a POESIA é para comer, senhores..."


1/24/2015

Sintonize...


"Quem eu sou, você só vai perceber quando olhar nos meus olhos, 
ou melhor, além deles."
__Clarice Lispector 

       O ser humano, dentro das diretrizes e moldes que o 'mundo' forjou, é um mistério e desafio para si mesmo... Desafio multiplicado por infinita grandeza é, então, conhecermos, percebermos um outro ser... E essa dificuldade não vem conosco, mas é adquirida. As crianças não tem essa dificuldade, devido sua alma ser isenta de tantos valores pequenos que são ensinados na Terra, e estarem cheias de infinitude, da energia do Universo. Crianças não nascem sem saber se comunicar, aprendem a falar o que vigora onde ela está... Crianças não aprendem a discernir o que é essencial e verdadeiro, são moldadas, com o tempo, a enxergar e valorizar o superficial... 

       Mas, nem tudo está perdido dentro dessa 'desconfiguração' - interessante essa palavra: a mesma que se usa para programar ou desprogramar máquinas - por cuja qual passamos, e que faz-nos, na maioria das vezes, estranhos a nós mesmos até, quando, na verdade somos um... Mesmo com toda 'tentativa de programação', o essencial, o especial em nós pode até ser adormecido, somente adormecido, pois o que é infinito, imortal é... Assim sendo, o amor, a fé, a esperança e toda luz, magia, energia que somos, continuam em nós, somos nós..! Quando despertados, mostra-nos, ilumina-nos, ainda que com algumas 'contaminações das desconfigurações', quem somos e que podemos infinitamente mais sobre o que quer que seja... Então, nossa vinda não fica tão sem sentido, nossos valores não são mais os 'materiais simplesmente' - os que foram 'embutidos' - , e a liberdade de ser e de fazer é mais importante... 
        Não viemos à toa, por acidente, explosão aleatória etc., e sim com missões e comissões... Viemos por um tempo limitado, materializados, para 'materializar' o que precisa ser equilibrado...! Para muitos isso é difícil de entender, pois o que mais nos é ensinado nesse mundo é que 'se pensamos', podemos ou devemos entender tudo... Tentando retirar ou isolar a inclinação que muito usamos quando criança: o sentir, a percepção, o mover pelo coração; pela alma do universo e da criação da qual fazemos parte... Só que então, na vida de muitos e muitos, mesmo com toda tentativa de programação, o inexplicável permanece, acontece, prevalece.. Na vida dos que sonham... E 'o sonho é a manifestação primitiva, sem intervenções, da alma do homem' para transformar à sua volta, a despeito de circunstâncias ou pré-condição. Ao sonhar, buscam trazer à existência o que o mundo precisa ver, vivenciar... 'Esses sonhadores' sabem, sem necessariamente entender, que são muito mais que meras definições...! E é, também, na união do "infinito com o infinito" que o que tem de ser é... Por exemplo, quando 'nos encontramos', ao olharmos outro ser... Quando o Amor mostra a nós mesmos nos olhos de alguém, ou melhor, no seu Além... 
         O que muitos não entendem sobre o que William Shakespeare diz sobre os poetas, loucos, e amantes (e Chaplin resume falando que são os Poetas e Artistas) é, em resumo, tudo isso... Ou seja, são 'esses', também, que não se moldam aos valores questionáveis do mundo... 
      Os loucos, não têm 'a mente centrada para ser programada', e sua vivência prioriza o instinto; os poetas são dotados de capacidade de viver pela percepção, pelo o que sentem, impactados pelo sentir - atraindo, inclusive,  as emoções dos seres inconscientes -, e por tudo o que sentem, resgatam o fluir essencial da existência: a fé, a esperança, o amor, e tudo quanto está relacionado com o sentir humano... - e os expressam para que haja equilíbrio: onde 'o mundo jorra'...; e os amantes... Ah... Os amantes são todos aqueles que não enxergam mais nada a não ser 'pelos os olhos do amor', pelos olhos do coração, e a essência da vida flui... 
     Por isso, sempre haverá, segundo Shakespeare e outros, a esperança (como fruto, o 'acordar' do sonho, do amor e da fantasia), que é a capacidade de não desistir e/ou fazer o que acredita, e precisa existir, mesmo tendo que refazer, rever tudo o que preciso for, ir além das impregnações... "Transver o mundo"... Não no sentido somente de 'coisas materiais', financeiras, profissionais... Mas, com relação à essência, do jorrar da vida em nós e por através de nós... Temos muito a aprender com as flores... 
       Esperança é, também, um Elemento contido na alma do homem, oriunda da sabedoria do Universo, essencial para o resistir da capacidade da humanidade, e suas características misteriosas e sobrenaturais... Dotando-nos, naturalmente, a sermos... Mais!

"Conhecermos-nos a nós próprios é o nosso maior desafio, 
a nossa maior viagem e a nossa maior loucura, 
e ao mesmo tempo a nossa maior sanidade."
__Carlos Hilsdorf

"Enquanto houver um louco, um poeta e um amante 
haverá sonho, amor e fantasia. 
E enquanto houver sonho, amor e fantasia, 
haverá esperança."

Fonte imagens: Google Imagens

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...