Share



O que muito hoje a humanidade necessita? Refletir...
Precisa buscar ajuda... Permitir-se intuir...
Encontrar caminhos para si e fazer-se companhia
Apoiar-se em Deus, dar créditos aos seus
Reencontrar-se com a VIDA e a POESIA.

É um convite a pensar, conversar
Meditar com palavras explícitas
Implícitas experiências do Coração
Dar mais um espaço à EMOÇÃO!
"...a POESIA é para comer, senhores..."


8/26/2014

Palavras... São muito mais!

* REFLEXÃO SOBRE A PALAVRA E A POESIA


          Para a Poesia, uma palavra proferida não é para impressionar, mas revelar o que está fluindo, sentido, aquele que a escreve. Não são, portanto, só palavras, mas o uso da magia de ser, sentir, amar... Dar lugar ao o que há, para que seja sentido... Ser luz, e iluminar, ao se permitir jorrar... A "poesia não é de quem a escreve,  e sim de quem precisa dela..."  (Eu, como poeta, preciso dela duplamente... Além de escrever;  anseio ver o desabrochar do que há de bom onde quer que esteja um dizer (escrito ou falado), guiado à luz da inspiração; anseio que o espírito da palavra bendita liberada, toque, envolva, sendo boas energias... )

   Palavras são mágica - seja em que idioma forem proferidas: Magia de expressão do que vem do coração... E para a Poesia (e o poeta) , é sua forma (ainda que limitada) de derramar, transbordar sua alma, seu sentir, e o sentir da alma humana... Um fluir!
       Antigamente, eram usadas da forma que elas realmente são: poder!  - "Uma palavra dada era o que iria acontecer!" Expressão de sentimentos, reflexo de um querer, de uma reflexão, intenção... Enfim, a materialização do que vinha do interior de quem a proferia, e uma certeza para quem a ouvia, lia... Ainda hoje, por isso, basta uma palavra ou a falta desta para mudar muita coisa... Ou deixar de ser algo que ontem existia...
      Embora, hoje, haja uma inversão de valores generalizada - onde as palavras também foram inseridas nessa 'salada salgada', fora do tom - estas nunca deixarão de ser o que são: o poder de fazer fluir o que é, está ou virá... Pois, geralmente a palavra vem acompanhada de uma ação... Talvez, por isso, também, estejamos vivendo um "tempo de mentiras", enganação, ilusão etc., pois, o que vemos sair da "boca da sociedade" são as inverdades, falsidades, a quebra da palavra... Já que não tem sido proferidas ou escritas para ser algo  verdadeiro..., apenas para conseguir o que se quer, sem, realmente, uma consideração, ligação, com quem está interagindo; sim, temos a palavra sendo usada como produto do individualismo, egoísmo, materialismo, e outros "ismos" mais...
   Entretanto, enquanto houver a humanidade, haverá magia, seja por palavra ou o que for, e seus companheiros sagrados: a verdade, a fé, a esperança, a paz, o amor... Pois, é do homem, e não da Poesia, o fluir, o poder destas; do seu interior...
      Nunca deixará de ser importante falar, escrever... Deixar fluir o que 'vai no coração' (ou o que vem do coração)... E ser paz, luz, amor, canção...

"Receba sem medidas, 
não só 'palavras', 
mas a magia, o poder destas 
em seu interior: 
o fluir de luz, paz, esperança, fé, 
calor, renovo, carinho... 
Que esta magia lhe envolva, 
fluindo e refletindo onde quer que esteja, 
aonde quer que vá... 
Tudo com muito Amor!
(Valéria Milanês)
Fonte imagem: Google imagens

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...