Share



O que muito hoje a humanidade necessita? Refletir...
Precisa buscar ajuda... Permitir-se intuir...
Encontrar caminhos para si e fazer-se companhia
Apoiar-se em Deus, dar créditos aos seus
Reencontrar-se com a VIDA e a POESIA.

É um convite a pensar, conversar
Meditar com palavras explícitas
Implícitas experiências do Coração
Dar mais um espaço à EMOÇÃO!
"...a POESIA é para comer, senhores..."


1/31/2014

Flor... O perfume da vida!


      “Um pouco de perfume 
        sempre fica nas mãos 
      de quem oferece flores”.
                          __Provérbio chinês

Fonte imagem: Google imagens

1/30/2014

Te amo...!

         #Momento Te amo*

"Te amo! 
te amo de una manera inexplicable, 
de una forma inconfesable, 
de un modo contradictorio. 
Te amo con mis estados de ánimo 
que son muchos, 
y cambian de humor continuamente 
por lo que ya sabes, 
el tiempo, la vida, la muerte. 

Te amo… 
con el mundo que no entiendo, 
con la gente que no comprende, 
con la ambivalencia de mi alma, 
con la incoherencia de mis actos, 
con la fatalidad del destino, 
con la conspiración del deseo, 
con la ambigüedad de los hechos. 
Aún cuando te digo que no te amo, 
te amo, hasta cuando te engaño, 
no te engaño, 
en el fondo, llevo a cabo un plan, 
para amarte mejor. 

Te amo…  
sin reflexionar, 
inconscientemente, 
irresponsablemente, 
espontáneamente, 
involuntariamente, 
por instinto, 
por impulso, 
irracionalmente. 
En efecto no tengo argumentos lógicos, 
ni siquiera improvisados 
para fundamentar este amor que siento por ti, 
que surgió misteriosamente de la nada, 
que no ha resuelto mágicamente nada, 
y que milagrosamente, 
de a poco, con poco y nada 
ha mejorado lo peor de mí. 

Te amo...
te amo con un cuerpo que no piensa, 
con un corazón que no razona, 
con una cabeza que no coordina. 
Te amo incomprensiblemente, 
sin preguntarme por qué te amo, 
sin importarme por qué te amo, 
sin cuestionarme por qué te amo.
Te amo sencillamente 
porque te amo, 
yo mismo no sé por qué te amo."

Fonte imagem: Google imagens


------------------------------------------
Trecho da Canção- Poema "Te amo...!", de Gian Franco Pagliaro 
(Nápoles, 26 de julho de 1941 –  Buenos Aires, 27 de março de 2012 ), cantor-autor italiano radicado na Argentina. Poema erroneamente atribuído ao Poeta Chileno Pablo Neruda) 

1/29/2014

Teoria do Amor II



    "Há vários motivos 
para odiar uma pessoa, 
e um só para amá-la; 
este prevalece."
   __Carlos Drummond de Andrade


    Sempre foi um mistério o poder que o Amor exerce sobre as pessoas, e o porquê desse seu grande poder... Ainda milhares e milhares de anos depois, ainda milhares de escritos e reflexões depois, continua seu mistério, seu encanto, sua luz indecifrável...




    Talvez ao ser humano não tenha sido dado o dom, a capacidade de defini-lo, decifrá-lo; talvez ao homem não tenha sido dado o poder de entendê-lo... É ele quem nos entende... Talvez!  Talvez ele, o Amor, seja para nos fazer evoluir, evidenciar o fundamental em nós... Talvez seja uma "terceira visão" que, assim como a dos sentidos, nos capacita a ver o mundo melhor;  sendo que o mundo que vemos com Ele é o que não se vê com olhos humanos, nem com a 'luz desse mundo'... 

       Talvez seja ele nossa real ligação com a nossa origem, nossa ligação com o Criador, e seja como Ele, o Criador, nos vê... Talvez, talvez e talvez... Essa é a palavra mais próxima que conseguimos acompanhar os porquês, os motivos do Amor... Amor não só romântico. Amor pleno, Amor pela família, Amor pelos animais...

       Bem é verdade que amar as pessoas, seja um mistério parecido com o tamanho do universo, pois qual o motivo lógico de nos encantarmos por alguém? Qual o motivo real de amarmos alguém? Muitas das vezes, temos mais motivos reais e lógicos para não fazê-lo... Mas, isso não torna-se suficiente, nem mesmo convincente... Ficando a controvérsia e a luta desigual entre a razão e o coração... 

      E... talvez, seja essa a grande real e benigna conspiração: não podemos viver incompletos com relação a  nós mesmos, com definitivos sim e não.  Temos uma Alma complexamente completa (e vice-versa!), que não comporta, portanto,  ser, viver e sentir apenas com algo de simples definição... Sendo o Amor esse lembrete para viver:  podemos ver mais, muito mais e somos mais, muito mais do que tentam nos fazer ser...

     Em tudo, contudo, existe uma certeza, mesmo havendo contrárias opiniões:  Não, o Amor não é uma flor roxa, e sim uma flor multicor a colorir e florir o homem e suas emoções...!



"Indomável, a força do Amor... 
Força ágape sobre as outras coisas, 
sentimentos, fatos e momentos...
Incomparável, a energia do Amor... 
Que faz bem e querer bem, 
mesmo quando tudo o mais diz que não... 
Incontrolável e desafiador o fluir do Amor... 
não pedindo licença, 
não aceita receitas, 
ciências ou argumentos;  
só os do coração... 
Imutável e misteriosa é a luz do Amor... 
Transcendendo toda e qualquer escuridão, 
resgatando o homem de sua prisão..."
(Valéria Milanês)

Fonte imagem: Google imagens

1/27/2014

O céu e o inferno em nós...


           "O céu e o inferno provém
                 do mesmo coração."
                    (citação Xintoísta)

   Por que será que quando a imagem abaixo é vista pela internet, ela consegue muito mais (seja repercussão, ou pseudo-reflexão) do que quando o mesmo fato é visto "ao vivo e à cores"?  O que a foto revela certamente é mais umas das bestialidades 'comuns' em nossos dias... Entretanto, por que o 'virtual' tem sido a realidade, o mover do sentir do ser humano?  Esse por quê, é o X de muitas questões...

     Nos dias atuais é possível observarmos "n" (milhares) pessoas condoídas com um fato que viram na internet... Mas... o fato de ver (ou fazer) algo brutal ou cruel deveria ser igualmente repugnante, sendo visto pelas redes sociais ou na 'vida real nossa de cada dia'.   Porém, não é o que tem ocorrido...

   A internet tem sido para muitos uma ruína moral (na questão do desequilíbrio, irresponsabilidades e vícios virtuais - já falado em outro post: Tempos Modernos II), mas a Internet tem sido também uma Vitrine de tudo o que é bom e ruim no nosso mundo... Normal que assim seja, afinal esses são o seus reais valores: Informação e Interação. Por através dela podemos ver uma atrocidade cometida, por exemplo, no Oriente Médio (como na foto) ou, ainda, uma ilegalidade, crueldade em nossa própria cidade... E todos se manifestam, criticam, repudiam, enfim, exercem o direito de cidadão, pela internet... Então, o que certo é feito sem pudor.  Acontece, afinal, temos coração..! Ou não?!

      Contudo, ao pegarmos a mesma situação ocorrendo no dia a dia (existem muitas: cavalos carregando carroças enormes em plena estrada, sedentos, desnutridos, fracos, doentes...; jegues/burros/cavalos como parte de entretenimento turístico em condições monstruosas, nos circos, em cidades e tantos outros exemplos), não vemos manifestações acaloradas, aliás, não vemos nenhuma reação (salvo os ativistas que brigam em defesa dos animais; estes que são vistos e questionados pela opinião pública como agitadores, criadores de confusão, intolerantes, rebeldes etc. e tal...). Por quê, eis a questão!? Incongruências da mente, do Homem e sua visão...

     Fácil é ver o que o outro faz e criticar ou, até mesmo, se isentar de responsabilidade, pois é comum, e bem humano, o questionar, o julgar de quem ele, o Homem, acha ser seu inferior; fácil é não se incluir como fazedor de algo ruim, se houver uma 'explicação de sua razão', ou se o que estiver fazendo seja alvo de seu merecido lazer ou diversão; fácil é não querer ver o que outro sofre (inclusive um animal) se REALMENTE tiver que se expor, se envolver, fazer parte integrante da questão... E essa é a grande ilusão onde a internet tem sido parceira de muitos, aos milhares: pode-se falar, repudiar sobre tudo o que não presta (É graças a Deus por isso!), mas sabendo que SERÁ SÓ ISSO MESMO: uma exposição vazia e sem possibilidade de lhes incomodar, dar-lhes um trabalho a mais... Enfim, a internet tem sido usada como 'um cala boca virtual' das consciências humanas, enquanto tudo mais que pode ser mudado, questionado, melhorado na VIDA REAL pode ficar igual... 

      Fazer o Bem VIRTUAL é algo aceitável e tem sua importância, mas não gera REAL valor se no Agir, no Viver, se onde ACONTECE A VIDA, o mal tem licença para vigorar, se o inferno interno de cada um for justificável pela dormência, razão exacerbada ou acomodação... Enfim, continuar um círculo maligno e sutil sem fim... 

      O mundo, realmente, será melhor quando as pessoas usarem a Internet como meio propulsor do que JÁ FAZEM no dia a dia para o certo e justo  prevalecerem, estejam onde estiverem, com quem estiverem;  quando cada um lutar e vencer o seu próprio inferno diário e querer o Bem (o céu) para si e para os demais em redor; quando céu e inferno deixarem de ser estereótipos apenas religiosos (e não estou a questionar as Religiões, pois sobre religião não discuto! Não por causa dos dogmas, mas por respeito à fé de cada um, que é sagrada...) ou conjecturas filosóficas, e uma questão verdadeira ser 'encarada de frente':  o mundo não caminha com o mal que está à parte, o Mundo caminha com o mal que está em cada coração... É simples e inegável assim, querendo ver ou não!

Fonte imagem: Google imagens.

1/03/2014

Em Paz e com a Paz!


  "Nós nunca podemos obter a paz 
no mundo exterior até que 
façamos paz com nós mesmos." 
__Dalai Lama


"Firmados em Deus,
de mãos dadas com a nossa Paz, 
deixemos para trás
as coisas que para trás ficam... 
Em um tempo de um Novo Tempo 
tudo se faz novo àqueles que quiserem enxergar... 
Abracemos com vigor o renovo!  
Vinde! Vivamos em novidade, 
com nossas mãos entrelaçadas... 
Celebremos a Vida! 
Conheçamos com intimidade 
o Amor, a Fé e a Felicidade! 
Como comumente se diz:  
'Bora ser feliz'!"
(Valéria Milanês - in 2014)
Fonte imagens: Google Imagens

1/02/2014

Vaidade e crueldade, as primas-irmãs...

   "O bonito me encanta.
Mas o sincero, ah! Esse me fascina."
                            (Clarice Lispector

        Há quem não correlacione a 'inocente' vaidade e a crueldade... Outros nem querem saber que o culto ao ego, ao seu Eu, é mais do que o  'chamado amor-próprio' (este que tem sido ensinado como sendo sadio, mas de nada sadio ou amor tem, se faz mal à alguém): é o cultuar a si em detrimento de outro; é o não se importar, o não querer bem se para si mesmo não houver algo que o favoreça... É ser doente na alma e achar que nisto há alguma sanidade...


     Nem usando o 'chamado amor-próprio' existem meios de justificar a vaidade (egocentrismo com nome mais bonitinho e sonoridade leve), pois Amor-Próprio, esse usado comumente para explicar atos e disparates mil, nunca teve ou terá alguma coisa com o AMOR, se no meio destes mesmos atos houver a maldade; a vaidade e a crueldade, que são 'primas-irmãs'... Mas não do Amor! 

      Alguém para amar a si mesmo tem que saber o que é o Amor...  Esse sentir puro e benigno que o homem abriga no fundo de sua alma, mas que quase não tem o seu fluir genuinamente pleno, pois preferem 'dar lugar' a outros descabimentos - nem são sentimentos - e batizá-los como Amor... (e por que será que estes precisam se esconder por trás da palavra Amor?! Se fossem bons sentimentos não precisariam de justificativa bonita para o sentir mau...). Então fica mais conveniente assim: amor-próprio é um tipo de amor; vaidade é amor-próprio, que é amor; crueldades são feitas em nome do amor; infernizar alguém com ciúme infundado é por causa do amor; matar alguém 'pode', se o motivo for o amor; roubar o filho de outro é aceitável se for por amor... O lamentável é que nomeiam como amor ('o culpado') todos os atos sórdidos, mas o Amor mesmo nem viu, ouviu, nem permitiu ou fluiu...

     O Amor não gera o mal, não quer o mal... O Amor quer o melhor para o ser amado. O Amor não mata, não cerceia, não aprisiona, não impõe, não delimita espaços, não condiciona, não humilha para se sentir poderoso, vingado... O que o Amor deseja, ele mesmo constrói, ele mesmo se doa para alcançar... O Amor não é dono de ninguém! Mas, quem possui Amor participa da construção da felicidade de quem ama, e celebra a liberdade de ver o outro sorrir livremente, e que decidiu, por conquista mútua, sorrir ao seu lado... 
    Muita gente tem exercido orgulho dizendo ser amor-próprio. O Amor-próprio existe, sim(!), mas aqueles que o possuem dão os frutos do Amor... Não busca o mal dentro de si e nem quer o mal de ninguém! E ainda que tudo mais em volta, às vezes, esteja fora do desejável, fora do que gostaria que fosse, ainda assim há PAZ, CONSCIÊNCIA LIMPA, o AGIR e o QUERER BEM, a SINCERIDADE... Sendo a sinceridade uma luz para os corações, pois ainda que não se saiba fazer ou por algum motivo não se possa fazer algo que se deseja (um bem, por exemplo, sendo certo que ninguém é perfeito), ainda o agir continua sendo do bem, como quem diz: - "Somos um, não lhe posso magoar, sem me ferir..." (Mahatma Gandhi). NÃO LHE FIZ MAL ALGUM...NEM O FARIA...!, pois o Amor Verdadeiro nos impede de querer o mal de quem amamos... O Amor sempre há de querer o melhor não só para si.  O Amor pode ser próprio, mas seus BONS frutos são PARA TODOS...

     Viemos ao mundo livres para desempenhar nossa função no Universo, e ter alguém conosco a dividir e compartilhar os momentos bons e as intempéries do tempo e da vida, é uma bênção que conquistamos e que nos é dada por vontade e liberdade próprias, vindas de outro ser - então é algo que se conquista, e se conquista... sem nunca querer deixar de conquistar, de encantar a quem ama... Essa conquista também nos faz melhores, nos faz conhecedores do que há de melhor em nós... E essa é a grande dádiva do Amor! "O Amor eleva nossa Alma" (Rumi).

    Existem tantos seres dando o melhor de si, o 'seu sagrado', o que há de mais sublime em seu íntimo, e o outro não vê, pois só está olhando para si mesmo (para o seu umbigo, como diziam os avós); está se olhando, contudo, não está se enxergando...  Estes são seres enfermos na alma, seres 'néscios no sentir', que além de não conseguir deixar fluir o Amor que está dentro de si (e acham que 'já conquistou o outro e pronto'), também quer 'matar o Amor' que está neste outro com humilhações, contendas, desconfianças, competitividade, despautérios, vinganças e toda 'má-sorte' de malignidade que pode existir também em cada ser; seres necessitando ferir para se sentirem poderosos, realizados; seres que precisam do sofrer e de fazer sofrer... E tudo porque NÃO SABE AMAR AO OUTRO, E AINDA ACHA QUE AMA A SI MESMO... ENTRETANTO, quem não sabe amar, NÃO SABE AMAR! Nem a si mesmo, inclusive... Pois, NÃO SABE O QUE É O AMOR... E, além de não admitir isso consigo mesmo (um grande passo seria... A lástima não é o que não se sabe, é o não querer saber de muitos... Pois, só aprende quem sabe que não sabe...), brinca de enganar-se que é amor a si próprio (vaidade) o amor que não sente... Dando lugar, à princípio, à desonestidade (sem limites) consigo e com quem quer que seja, e sendo portas abertas para tudo mais de ruim: as crueldades, as atitudes indignas para alguém 'bater no peito' e dizer que é um Ser... Humano!

     O Homem tem se permitido ser uma 'coisa vazia'; um armário de entulhos,  que cuida com esmero do seu exterior, ao longo de sua passagem na Terra, de sua existência, numa involução medonha, mesmo com toda condição, com toda informação [que perdem o seu valor, pois tornam-se bagagem negativa, improdutiva...À propósito, o 'armário' fica todo lindo: envernizado, brilhoso, com lustra-móveis, cheiroso... Mas... abre ele... - Afinal, qual é mesmo a função do armário?! Reluzir ou abrigar o que é importante?]... Como já diz o ditado: "Incomodada ficava a minha avó", que viu seus filhos morrerem de fome, no Maranhão, por não haver informação ou direitos (leis dignas) que abrigassem uma vida melhor... E muitas famílias pelo mundo afora ainda vivem o que é o "não-viver" realmente...  Mas, nesse nosso mundo civilizado e 'tão desenvolvido', do quê reclama o Homem?! - De si mesmo!  Permitindo-se ser apenas um receptáculo de sentimentos mesquinhos e monstruosidades; cheio de dores alimentadas e incoerências... E propagando isso 'cheio de razão' e com total displicência... Esquecendo de notar que todas as manifestações do Viver Real, todas as maravilhas do renovo e do aperfeiçoamento íntimo desejável, já vieram com ele desde quando criança:  os dons, a fé, o amor, a inocência, a esperança...  Ainda que o mundo não lhe favoreça de alguma forma (e se não favorecer nisso ou aquilo...), levanta-te e cria um novo caminho onde possas continuar a exercer a vossa grandeza... RENOVA-TE... RECRIA-TE!  É isso que A VIDA ESPERA DE VÓS... NÃO VÊS?!

 
A HUMANIDADE não tem só o mal em si, mas tem caminhado incompleta, obscuramente, por só permitir um lado seu a aflorar com poder: um lado feio, canhestro, superficial..., mas bonitinho por fora... Enviando a si mesma mais e mais à destruição, ao abismo profundo... Tem tido toda a informação possível, conhece a maioria dos dizeres, dos pensamentos dos poetas, filósofos, pensadores aqui descritos ou mais, mas não tem coração para abrigá-los, entendê-los, vivê-los....  Não percebe que é para ela mesma (a Humanidade) estas revelações. Vive um tempo de 'conhecer tudo' sem nada realmente saber... Sem ouvidos para ouvir, sem olhos para ver...
   

Desejos e sonhos para 2014: 

-- Que sejamos surpreendidos com o Bem, todo o seu encanto, toda sorte de benignidade que há dentro de cada um de nós; que queiramos 'Acordar o Amor! Acordar o Bem!', PERMITINDO o seu fluir e fluir... E então, veremos menos atrocidades, menos planos vazios e vãs teorias, e mais ações com verdade no dia a dia; mais sinceridade, mais realizações, mais AMOR! (o real Amor).  Assim, a saúde (no corpo e na alma), a paz, a harmonia e a felicidade também darão os seus frutos em nós, independendo de circunstâncias, por exercermos a plenitude de SER e de Viver! 

      Sempre é tempo de buscar, tempo de fazer novas coisas, coisas boas; tempo de transformar sonhos em realidade, tempo de conquistar dando o nosso melhor, pois enquanto Vida tivermos, tudo podemos... "Hoje ainda dá tempo..."  

               FELIZ 2014!! 
FAÇA A SUA PARTE PARA SER FELIZ!
Seja FELIZ Sempre... VOCÊ PODE!


"Para ganhar um Ano Novo que mereça este nome, você, meu caro, tem de merecê-lo, tem de fazê-lo novo, eu sei que não é fácil, mas tente, experimente, consciente. É dentro de você que o Ano Novo cochila e espera desde sempre...."
      __Carlos Drummond de Andrade

"Querer chegar, já significa ter 
percorrido metade do caminho."
__Paperewski

"Não existem sonhos impossíveis para aqueles que realmente acreditam que o poder realizador reside no interior de cada ser humano, sempre que alguém descobre esse poder algo antes considerado impossível se torna realidade."
                               __Albert Einstein
---------------------------------------------
O rascunho deste post teve início em 27 de outubro de 2013... Por quê? Porque não é preciso ser nenhum 'gênio da lâmpada' para ver a maldade, o ego (...) crescendo, prevalecendo, no cotidiano; tendo cada vez mais espaço na vida dos seres ditos humanos; a maldade que é feita dia após dia com diversas máscaras... E esta sempre será atual, enquanto houver razões demais e ações benéficas de menos no mundo!  Enquanto as pessoas não perceberem o Poder Real e Transformador que reside em cada um de nós....
    A maldade que as pessoas são capazes, não, não é surpresa; é de irritar, entristecer, por saber que o Homem é melhor do que isso; sua luz é muito mais Poderosa e Bela, para ser tomada, trocada por coisa qualquer...  Mas, busco, e muito, sim, me surpreender... QUERO ME SURPREENDER!  Como temos dito ao longo de nossos dias: "SURPREENDA-ME com o Bem, pois o mal já estou vendo... Sempre!".
   "Acordai! 
Um Tempo Novo vem nascendo.
Vede os motivos dos vossos ais... 
Vede quanto tens vos enfermado
e também os que são sãos... 
Vede o quão não olhas a vós mesmos
Vede o quão vos perdestes nos descaminhos 
da falta do genuíno amor,  
da falta do real carinho. 
Vaidade e crueldade, 
os dois são vãos...  
Os dois são portas cerradas, 
lacradas para o evoluir do coração 
Um é mais frio e vazio;  
influência sutilmente feroz 
abrindo portas para todos os males 
Ah... Vaidade, 
és tu o grande mal da humanidade." 
(Valéria Milanês)


-------------------------------------
Fonte Imagens: Google Imagens

1/01/2014

Feliz Olhar Novo!

             #Momento Drummond


             * Feliz Olhar Novo

(De Carlos Drummond de Andrade
Ou não... Afinal, a Poesia não é de quem cria... É de quem precisa...
"... A Poesia é para comer, senhores...")


"O grande barato da vida
é olhar para trás
e sentir orgulho da sua história.
O grande lance
é viver cada momento,
como se a receita da felicidade 
fosse o AQUI e o AGORA. 
Claro que a vida prega peças. 
É lógico que, por vezes,  
o pneu fura, chove demais...

Mas, pensa só: 
tem graça viver 
sem rir de gargalhar 
pelo menos uma vez ao dia? 
Tem sentido ficar chateado 
durante o dia todo por causa 
de uma discussão na ida pro trabalho? 
Quero viver bem.  
O ano que passou foi um ano cheio.  
Foi cheio de coisas boas 
e realizações, mas também 
cheio de problemas e desilusões. 
Normal. 

Às vezes, 
se espera demais das pessoas. 
Normal. 
A grana que não veio, 
o amigo que decepcionou, 
o amor machucou.  
Normal.  
O próximo ano não vai ser diferente. 
Muda o século, o milênio muda,  
mas o homem é cheio de imperfeições,  
a natureza tem sua personalidade,  
que nem sempre é a que a gente deseja,  
mas e aí? Fazer o quê?  
Acabar com seu dia?  
Com seu bom humor?  
Com sua esperança? 

O que eu desejo para todos nós é sabedoria!
E que todos saibamos transformar 
tudo em uma boa experiência! 
Que todos consigamos perdoar 
o desconhecido, o mal educado.  
Ele passou na sua vida. 
Não pode ser responsável por um dia ruim... 
Entender o amigo que não merece 
nossa melhor parte. 
Se ele decepcionou, 
passe-o para a categoria três, 
a dos colegas. 
Ou mude de classe, 
transforme-o em conhecido.  
Além do mais, a gente, provavelmente,  
também já decepcionou alguém. 

O nosso desejo não se realizou? 
Beleza, não tava na hora, 
não deveria ser a melhor coisa 
pra esse momento 
(me lembro sempre de um lance 
que eu adoro: 
CUIDADO COM SEUS DESEJOS, 
ELES PODEM SE TORNAR REALIDADE).

Chorar de dor, de solidão, 
de tristeza faz parte do ser humano. 
Não adianta lutar contra isso. 
Mas se a gente se entende 
e permite olhar o outro 
e o mundo com generosidade, 
as coisas ficam diferentes. 

Desejo para todo mundo 
esse olhar especial. 
O próximo ano pode ser 
um ano especial, muito legal, 
se entendermos nossas fragilidades 
e egoísmos e dermos a volta nisso. 
Somos fracos,  mas podemos melhorar. 
Somos egoístas,  mas podemos entender o outro. 
O próximo ano pode ser o máximo,  
maravilhoso, lindo, espetacular...  
Ou... pode ser puro orgulho! 
Depende de mim, de você!

Pode ser.  E que seja!!!
Feliz olhar novo!!! 
Que a virada do ano 
não seja somente uma data, 
mas um momento 
para repensarmos tudo  
o que fizemos e que desejamos... 
Afinal, sonhos e desejos podem  
se tornar realidade 
somente se fizermos jus 
e acreditarmos neles!"

E ainda palavras do Poeta

"Quem teve a ideia de cortar 
o tempo em fatias, 
a que deu o nome de ano, 
foi um indivíduo genial.  
Industrializou a esperança, 
fazendo-a funcionar 
no limite da exaustão.  
Doze meses dão  
para qualquer ser humano 
se cansar e entregar os pontos. 
Aí entra o milagre da renovação  
e tudo começa outra vez, 
com outro número 
e outra vontade de acreditar 
que dali para adiante 
vai ser diferente... 

Para você ganhar belíssimo 
Ano Novo, da cor do arco-íris, 
ou da cor da sua paz, 
Ano Novo sem comparação 
com todo o tempo já vivido
não precisa fazer 
lista de boas intenções 
para arquivá-las na gaveta. 
Não precisa chorar arrependido 
pelas besteiras consumidas,  
nem parvamente acreditar 
que por decreto de esperança  
a partir de janeiro as coisas mudem 
e seja tudo claridade, recompensa, 
justiça entre os homens e as nações, 
liberdade com cheiro e gosto de pão matinal, 
direitos respeitados, 
começando pelo direito augusto de viver.

Para ganhar um Ano Novo 
que mereça este nome, 
você, meu caro, 
tem de merecê-lo, 
tem de fazê-lo novo, 
eu sei que não é fácil, 
mas tente, experimente, consciente. 
É DENTRO DE VOCÊ que o Ano Novo 
cochila e espera desde sempre..."

         __Carlos Drummond de Andrade
Fonte imagem: Google imagens




Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...