Share



O que muito hoje a humanidade necessita? Refletir...
Precisa buscar ajuda... Permitir-se intuir...
Encontrar caminhos para si e fazer-se companhia
Apoiar-se em Deus, dar créditos aos seus
Reencontrar-se com a VIDA e a POESIA.

É um convite a pensar, conversar
Meditar com palavras explícitas
Implícitas experiências do Coração
Dar mais um espaço à EMOÇÃO!
"...a POESIA é para comer, senhores..."


6/04/2013

O Poeta e seu Verdadeiro Nome

         
 Não é difícil perceber um poeta, 
sendo muito possível impregná-lo 
de múltiplas emoções, e ele se sentirá luz... 
 Esquecendo a escuridão.

           Difícil mesmo, é ensiná-lo uma emoção 
que já não tenha sorvido profundamente.
           Poeta anda de mãos dadas 
com a tristeza e a alegria, simultaneamente.

           Com o abismo do breu e a luz plena, 
- o que o faz etéreo -,
 iluminando multidões por através da poesia.
           O yin yang em pessoa...  O metá-metá, 
que dizem só existir na mitologia...
   ___Valéria Milanês

“Ser poeta é…
Deixar se envolver pelas impressões no ar
Tendo como destino a imensidão de sentir
Ouvir os gemidos inexprimíveis a cantar
Perdendo a razão com os sentidos de existir


Viver a vagar…
Com um espinho no peito
Sem deixar de doer e condoer
Vive sem ar…
Inebriado com os suspiros do mundo
Cheio de sensações, sentimentos profundos


Andar sorvendo as alegrias, as fantasias
Buscando que sejam verdadeiramente as suas
Dar espaço a toda luz
Para que esta reluza, o conduza
Buscando evitar toda a sua escuridão
Que vem das estradas, das ruas


Com destino certo nasce o poeta,
Que tem coração e alma de profeta:
Ser para-raios de emoções
Viver a descrever e vivenciar tudo quanto há
Nos envolvimentos e nas grandes ilusões
Este é o seu verdadeiro nome…

O resto some…”
__Valéria Milanês


Foto/Fonte:  Google imagens

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...