Share



O que muito hoje a humanidade necessita? Refletir...
Precisa buscar ajuda... Permitir-se intuir...
Encontrar caminhos para si e fazer-se companhia
Apoiar-se em Deus, dar créditos aos seus
Reencontrar-se com a VIDA e a POESIA.

É um convite a pensar, conversar
Meditar com palavras explícitas
Implícitas experiências do Coração
Dar mais um espaço à EMOÇÃO!
"...a POESIA é para comer, senhores..."


12/29/2010

À Cássia*

POESIA INTEGRANTE DO LIVRO:  
   “AS CARTAS QUE NUNCA MANDEI”






À Cássia*
*Carta à Cássia Eller, escrita em 14 de janeiro de 2002,  dias após seu falecimento.


Desassossegados quando se veem,
reconhecem-se...
Não tendo a menor importância
o quanto se conhecem...


Sinto ter te olhado
um pouco tarde demais.
Embora eu tenha te conhecido
tempos atrás...


Quando você se foi,
levou consigo uma parte minha...
Parte desassossegada,
que a muitos faz companhia.


Ainda hoje
ouço sua voz...
Escuto teu pedido de socorro.
Teu desassossego atroz.


Esse som está nas entrelinhas do seu canto.
Pranto, que sinto que não atendi
Não porque não quisesse atender,
mas porque não o entendi...


E o que me resta agora, com certeza...
É a dor e essa dupla tristeza
Não só por ter chegado sua hora
Porque sofreste até sua alma ir embora.

Eu queria ter vivido mais você...
E sua constante busca de liberdade.
Vigiado de perto sua vida
Vida de intranquilidade.
De muitas buscas e algumas felicidades...


Graças a Deus, não foi só isso...
Teve também momentos de diversão.
Encontrou a paixão e o carinho da Eugênia
O amor sincero do Chicão.


Muitos falam de você e como viveu.
Muitos mais... Em que circunstância faleceu.
Poucos se abalam... Calam...
Com o quanto que gemeu, chorou, sofreu...
  
Alguém disse que você...
“Era uma mulher que transitou
entre céus e infernos em busca do seu sonho... 
O sonho de cantar!”

Na verdade,
seu sonho era encontrar
a liberdade de seu próprio ser
Ou ser livre do seu angustiante querer

               ∞   ∞   ∞

Dois seres habitavam em seu ser
A Artista e a Mulher.
A que todos conheciam...
“Pra o que der e vier”
E a outra, que ninguém imaginava
Poucos sabiam o que você,
dentro de si mesma, sonhava.


Uma parte de você,
queria viver...
Viveu para cantar!
Amar... Sem se importar
com o que diziam
Ou alguém ainda insistia em dizer

A outra,  queria encontrar
(muitas vezes não encontrou)
um motivo para andar,
viver e deixar viver
Sair do risco do giz
E tudo o mais para ser feliz    

Cássia Eller, Cássia Rejane...
Que muitas vezes entrou em pane.
Viveu no limite do que se “pode fazer”
E o que se quer...
mas, nunca, nunca,
Deixou de ter a alma de mulher

Cássia rebelde, Cássia coragem
Cássia tímida e sua sina....
Mesmo com toda malandragem,
às vezes, língua ferina,
comportamento polêmico
Não deixou de ser menina

             ∞   ∞   ∞                    (Valéria Milanês)
--------------------------------------------------------------------------------------------------------
--------------------------------------------------------------------------------------------------------
* POESIA "À_CÁSSIA"  NA ÍNTEGRA
    - Pode ser encontrada no LIVRO "AS CARTAS QUE NUNCA MANDEI" 
    Editora  SCORTECCI                                                                                                                                            
* *  Foto: Luciana De Francesco  -  Livro Vozes do Brasil – Patrícia Palumbo

8/13/2010

#QUESTIONS - Já se sentiu livre de verdade?




"Difícil responder... Eis a questão

Porque, às vezes, acho que a resposta é sim 
Porque, às vezes, acho que a resposta é não

Êta Indecisão... Êta Indefinição...
Pelo talvez sim, a sensação é de plenitude
Pelo talvez não, a face da frustração..."

(Valéria Milanês)

5/18/2010

UTOPIA - Rosana Mag

Olá, Pessoal...
Vamos refletir...
Vamos acreditar na Poesia...
Na fantasia... Na Utopia...



Você...
Utopia minha
Devaneio da minha noite
Visagem do meu dia
Meu oásis, Arcanjo meu
Temporal no litoral do meu eu!

Você...
Meu amor, o que a vida me deu de bom
Misto de calmaria e armagedon
Hoje... Sem você, meu viver é
Viver a dor amortecendo
E a morte sendo mesmo meu viver

Hoje
Sem você
Meu viver é
Viver a dor amortecendo
E a morte sendo mesmo
Meu viver
* Utopia -  Autoria de Rosana Mag

5/17/2010

Poesia & Música: LAPA DE HOJE

Poesia & Música:  LAPA DE HOJE
(Rosana Mag / Valéria Milanês)
Todos os direitos reservados às autoras.

A Lapa...
É berço de samba e de bamba
A Lapa...
É rock, é soul, hip hop


Lapa é...
Forró, bossa nova
Ela é punk, axé e funk
Lapa de ontem e de hoje é pop!

Ela é carioca da gema
É um sacrilégio não ir lá
A Lapa é memória do rio


Seus Arcos, fundição cultural
Semente, cartão postal       (refrão)
Seus Arcos, fundição cultural
Semente, cartão postal

É carioca da gema...

A Lapa...
É estrela da Lapa
É do RIO a pulsação!

A Lapa...
É estrela da Lapa
É do Brasil o coração!


Seus Arcos, fundição cultural
Semente, cartão postal
Seus Arcos, fundição cultural
Semente, cartão postal


Seus Arcos, fundição cultural
Semente, cartão postal
( É carioca da gema...)
(Ela é carioca...)


-----------------------------------------------------------------------------
Fonte imagem: Google imagens

Poesia & Música : NÁUFRAGO -




NÁUFRAGO
(Letra/Música: Rosana Mag / Valéria Milanês)

Eu sou um Náufrago...
Que levou uma surra do mar
E foi atirado nas pedras
Nas pedras estou
Agora uma pedra eu sou...
 

Endurecida pela dor
Esperando o sentimento da maré baixar
Estou numa ilha
Vendo o meu horizonte vagar
Agora eu sou a ilha

À espera do socorro que não virá

Eu, solitário... Na imensidão azul da vida
Descobri que viver
É algo que se faz dia-a-dia
E a solidão? Muito mais
Do que estar numa ilha vazia!


Quando a solidão...
“Se encontra” também de partida
Eu sou um náufrago
Que hoje na vida não tem par
Mas que aprendeu os segredos
Os mistérios do mar
Do mar...

Mas que aprendeu os segredos,
Os mistérios do mar
Do mar
Do mar...



5/10/2010

#QUESTIONS - Se você pudesse livrar o mundo de uma coisa, qual seria?



"Faria o mundo ser livre da hipocrisia... 

Quando não se reconhece quem se é de verdade
É impossível saber quem quer ser
Impossível crescer..."
(Valéria Milanês)

_____________________
Fonte imagem: Google imagens

4/10/2010

Força, Rio!! Força, Brasil!!




"Um Estado, 
Uma cidade...
Um País...!!
Onde o volume das águas,
Foi Deus quem quis...

Mas, eis...
Mais uma comédia
Mais uma tragédia
Mais uma constatação:
Descaso anda de mãos dadas com a Desolação...

Força, Rio!! Força, Brasil!!!
Somos mais que um pedaço de terra de riquezas mil...
Somos um Povo...
Rico em sentimentos, necessidades,
Possibilidades... Realmente varonil!"
(Valéria Milanês)


* Imagem (forcario.png) retirada do Blog http://www.marco-brasil.blogspot.com/
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...